Print Friendly, PDF & Email

Levar o neto para passear pode ser uma excelente troca de experiências para avós e netos

O netinho acabou de chegar? Chegou há alguns anos? Você tem mais de um netinho? Como é a sua situação? Entenda a importância de manter uma boa relação com os netos e por que você deve participar ativamente de suas vidas

Neto é sinônimo de alegria

O neto é uma alegria sem tamanho. Para muitas pessoas, é como ter um filho novamente, porém sem as preocupações típicas de pai e mãe: somente o amor de avó e avô.

As relações entre avós e netos podem variar bastante. Há relações um pouco mais distantes, resultado de um afastamento que pode ter ocorrido desde o início.

Relações estreitas

Há aquelas mais estreitas nas quais avós e netos se conectam naturalmente e levam uma vida cheia de amor e carinho juntos, mesmo para as crianças que têm os pais presentes e juntos. A boa relação entre avós e netos é muito importante para a saúde de ambos.

Se você tem um neto ou o seu primeiro está chegando, é importante fazer uma análise de si mesmo e da relação que você deseja ter ou tem com ele quando é ainda pequeno. Depois que as crianças crescem afastadas de nós, a aproximação pode ser bastante difícil.

Esteja presente desde o início

A melhor maneira de nos aproximarmos de uma pessoa é conhecendo-a. Portanto, se o seu neto está chegando ou ainda está nos primeiros anos de vida, é o momento de você participar e acompanhar o seu crescimento.

Procure estar sempre presente em sua vida – primeiros passos, primeiras palavras e primeiras demonstrações de afeto poderão se gravar em seu subconsciente.

Um neto que teve o seu avô ou avó presente no momento em que as primeiras memórias são construídas leva consigo uma doce lembrança: cheiro, toque, tom de voz, etc.

Muitas pessoas acreditam que as crianças são impacientes com os idosos e isso nem sempre é verdade. O que acontece é que pessoas distantes querem construir à força uma relação com uma criança que cresceu sem esse tipo de afeto.

Ensinando as crianças

Além disso, a criança precisa compreender, desde cedo, que os idosos adquirem algumas limitações naturais e que estas devem ser respeitadas como: caminhar menos depressa, por exemplo. É muito difícil que uma criança seja grossa com um idoso simplesmente por uma suposta “maldade”, elimine esta ideia.

A chave da questão está em estabelecer uma relação sólida, verdadeira e cheia de carinho desde cedo. Por isso, é importante que o seu neto sinta que você sempre esteve ali para ele e que você o ama muito. Ele precisa sentir que é especial para você para corresponder a esse amor.

Assim, certamente você será muito especial para ele por toda a sua vida. Além disso, estar presente na vida dos netos é estar presente na vida dos filhos e não há ajuda e apoio melhores do que aqueles de pai e de mãe.

Brincar, passear e se divertir

Ter um neto é a chance que você nunca teve de desfrutar de uma infância sem se preocupar muito! Você pode levá-lo para brincar nos fins de semana, sair com ele para passear e fazer os seus gostos (com uma moderação cabível a um avô ou avó) e ser para ele sinônimo de alegria e prazer.

Converse sempre com ele, faça com que ele se abra com você e se abra com ele também. Se acha que não tem disposição para acompanhar o pique de uma criança, procure resolver essa questão. Isso pode trazer para a vida dele momentos maravilhosos e pode te fazer um bem inestimável.

A conexão com duas gerações adiante

O que costuma acontecer com muitas vovós e vovôs é que acabam por perder espaço em meio a um mundo com o qual perderam contato.

A convivência exclusivamente com pessoas de sua própria geração também são extremamente importantes mas não permitem esta conexão com o presente e a atualidade. Os filhos trazem o novo e os netos o fazem ainda melhor, com mais velocidade, energia e eficiência.

O contato estreito com o neto permite que o avô ou a avó não se percam no passado e acompanhem todas as mudanças no mundo, não estranhando fatores importantes como a tecnologia, as mudanças culturais, as novas tendências de pensamento e outras questões.

Troca de percepções

Por outro lado, para as crianças é extremamente importante ter uma fonte viva de informações a respeito de como as coisas eram em um passado não muito distante. É dever dos avós falar sobre a infância, a adolescência, mostrar como foi que constituíram a família, como eram as escolas antigamente.

Os avós podem prover ensinamentos sem igual para as crianças e garantir que elas, por sua vez, não se percam em um mundo aceleradíssimo, que pode “engolir” facilmente muitos valores. Conte a história da família, mostre fotos e gaste esse precioso tempo ao lado de seus netos. Tendo este tipo de passatempo com ele, vocês podem aprender muitas coisas juntos.

Revista Crescer

De acordo com a Revista Crescer, a relação entre avós e netos possui importância cientificamente comprovada e que o benefício é mútuo até para evitar doenças como a depressão, por exemplo. As histórias que os avós têm a contar são enriquecedoras para qualquer criança, mesmo aquelas que possuem mais energia e parecem nunca parar quietas.

No entanto, é importante falar também sobre os avós que são responsáveis por criar os próprios netos na falta dos pais: é preciso que tenham ajuda de outros familiares devido ao desgaste de cuidar de uma ou mais crianças quando se está em uma idade avançada, explica a psicóloga Rita Calegari do Hospital São Camilo (SP).

Quando se mora longe

As vantagens da tecnologia devem ser aproveitadas ao máximo e não é porque você mora em uma cidade e os seus netos em outra que você não poderá estar sempre presente. Use e abuse das mídias sociais (importante também para exercitar o cérebro e ficar por dentro das novidades) e fale com ele pela internet.

Quando se encontrarem, poderão cumprir todas as promessas que fizeram enquanto estavam distantes: passear, brincar, sair para saborear guloseimas e outras travessuras saudáveis que só os avós podem proporcionar.

Comments

comments

Share This