Print Friendly, PDF & Email

O que o Sedentarismo tem a ver com Envelhecimento

Sedentarismo e envelhecimento, qual a relação?

Há quem pense que sedentarismo é uma coisa totalmente alheia ao natural processo de envelhecimento, pelo qual todos vão passar. Verdade seja dita: a ciência – ainda – não descobriu nenhuma fórmula capaz de reverter o processo de envelhecimento. Assim sendo, ao longo do tempo, o corpo humano sofre algumas mudanças e demanda mais cuidados. É de extrema importância que estes cuidados partam, em primeiro lugar, de iniciativa própria!

Afinal, envelhecer é um processo natural e saudável! A questão que gira em torno do envelhecimento e que faz com seja visto de forma negativa – equivocadamente – é a ideia de que as oportunidades não são as mesmas e que as limitações do corpo se tornam também limitações para a vida. O pensamento de que ser idoso significa também não ser capaz de acompanhar algumas mudanças trazidas pelas novas gerações dá ao avanço da idade um caráter absolutamente negativo. E isso não é natural!

Todas as fases da vida tem suas vantagens e desvantagens. Se ser jovem fosse sinônimo de felicidade plena não haveria conflitos e dúvidas, medos ou outros problemas nas vidas das pessoas mais jovens. Todas as idades são ricas, são a escrita de nossa história, que é única, imensurável. Devemos abraçar cada ano que completamos com carinho e orgulho de termos dado mais um passo no que pode ser uma imensa contagem, cheia de histórias, pessoas, sentimentos!

Envelhecer não faz com que você perca nada! O que é importante na vida de todos nós é ter um envelhecimento saudável, fazer com que nosso corpo funcione no seu máximo potencial, pelo máximo de tempo possível. Para isso, o primeiro passo é mudar a forma de pensar. Acreditar que você será continuará sendo ativo independente do correr dos anos! Que continuará tendo a mesma disposição, a mesma qualidade de sono e que continuará fazendo tudo aquilo que lhe proporciona prazer, alegria e bem estar. E quem poderá te dizer que isso não será verdade?

Os cuidados com o corpo devem acontecer da juventude à velhice

Muitas pessoas associam juventude à saúde porque o corpo, com o passar dos anos, pode apresentar algumas complicações. Deixam de lembrar, no entanto, que essas complicações geralmente só aparecem quando você leva uma vida desregrada, não cuida de sua alimentação, não pratica atividades físicas e se permite ter excessos constantes, seja de falta de sono, de alimentação rica em gordura, sódio e conservantes e, o principal vilão: sedentarismo!

Obviamente que falamos isso de um modo geral. No entanto, o processo natural de envelhecimento do corpo por si só não torna um ser humano menos ativo ou disposto. O que o faz são longos anos de hábitos como uso do cigarro, excesso de bebidas, consumo de alimentos não saudáveis e a ausência de atividades físicas! Todos estes fatores podem acelerar e/ou acentuar o processo de envelhecimento natural.

Portanto, não existe rejuvenescimento, mas algumas pessoas aceleram tanto o processo de envelhecimento que fazem os adultos idosos “saudáveis” parecerem que passaram pela fonte da juventude e se tornaram verdadeiros milagres, quando na verdade simplesmente se cuidaram e envelheceram de forma natural!

Basta pensar assim: tudo o que você faz de agressivo ao seu corpo durante a juventude terá muito mais chances de trazer consequências negativas à medida que você envelhece. Portanto o sedentarismo que você alimenta durante a juventude provavelmente apresentará resultados negativos quando você envelhecer. Resumindo: se não se cuida do corpo durante os anos de saúde, dificilmente ele se conservará bem.

O sedentarismo entre os idosos torna-se fator de risco. Isso acontece porque o corpo pode reagir com mais dificuldade após contrair alguma doença ou ser acometido de qualquer mal. Se as veias se entopem ou o colesterol está alto, torna-se mais difícil fazer uma dieta, realizar atividades físicas e reverter o processo, que ocorre mais rapidamente quando o corpo é jovem. Aliado a isto está o metabolismo mais lento, que pode dar a sensação de fadiga e indisposição e a perda de massa muscular e óssea, fatores que afetam a prática de atividades físicas.

É válido lembrar que os adultos que já mantinham rotinas de exercícios antes de envelhecer encontram, de um modo geral, menos dificuldade para retomar esta rotina de atividades do que tendo tido hábitos sedentários. Isso se explica porque os órgãos, os ossos e os músculos fortalecidos voltam a trabalhar com mais facilidade. Por isso, se você já praticou exercícios e ficou um tempo parado, não tenha medo de retornar aos tempos ativos! No entanto, recomenda-se ter cuidado para não retornar de modo brusco, buscando continuar de onde parou.

O corpo exigirá um tempo de adaptação novamente, até que responda de maneira confortável às atividades. Para quem nunca praticou atividade física e deseja começar durante a terceira idade, é importante que consulte um profissional da saúde para recomendar as atividades mais indicadas e a intensidade que devem ser feitas. Em todo caso, não é impossível!

Afinal, saúde não tem idade!
Se você é idoso, procure o seu médico e se informe sobre quais tipos de exercícios você pode praticar. A prevenção de doenças se dá ainda de forma mais eficiente, visto que quando o sedentarismo agrava os riscos de contrair males da saúde, sua eliminação pode evitar um número ainda maior deles. Além disso, há diversas atividades em grupo, nas quais há interação entre os adultos idosos, que trazem benefícios psicológicos imensuráveis.

Trazem melhoras para a qualidade do sono, diminuem as chances de depressão, diminuem quadros de stress e ajudam no tratamento de dores crônicas. Se você já praticou exercícios, não hesite em retornar para esta rotina! Ao envelhecer, poderemos descobrir os melhores anos de nossas vidas! Não há motivos para não acreditar que podemos ser idosos dinâmicos e saudáveis! O seu futuro só depende de você e da sua consciência de que seu corpo sempre responderá ao tratamento que você dá a ele ao longo da vida!

Inscreva-se na Palestra Online Gratuita e veja como o exercício pode ser um grande aliado para um envelhecimento saudável.

Comments

comments

Share This