Print Friendly, PDF & Email

Não é segredo para ninguém que com o passar dos anos o nosso corpo muda. Essas transformações começam a partir dos 25 anos e a primeira vista são visíveis pela parte externa, como as mudanças no rosto. 

Mas vale sempre ressaltar que a parte interna também sofre grandes alterações. Verdade que de forma lenta, sendo que as transformações acontecem 0,5% a cada ano. Porém, a partir dos 60 anos, as mudanças corporais aceleram e aumentam aproximadamente 1% ao ano. 

Com isso, a perda de massa resulta na diminuição da força e da qualidade dos músculos. Processo que recebe o nome de sarcopenia. 

Atividade física x sarcopenia 

A sarcopenia impacta diretamente a vida dos idosos e só há uma maneira de combater e retardar o avanço dela. Se você falou que é com a prática constante de atividade física, você acertou na mosca! A atividade física é rei quando o assunto é fortalecer a musculatura e um poderosíssimo aliado para envelhecer com saúde. 

Como a sarcopenia é uma doença ocasionada pela falta de fortalecimento da musculatura, ela acarreta sérios problemas, dentre eles: 

Perda da independência

Um dos principais problemas que vem junto com a sarcopenia é a perda da independência e, dessa forma, a pessoa precisará de cuidados especiais para o resto da vida. Afinal, atividades simples do cotidiano se tornam complexas e difíceis. 

Aumento das quedas

Como a musculatura fica enfraquecida, a pessoa fica mais sensível a sofrer quedas. Com isso, o idoso perde o direito de ir e vir livremente, pois fica restrito a subir e descer escadas e as caminhadas precisarão da supervisão de uma outra pessoa. 

Para manter a sua independência e ficar longe das quedas invista na atividade física. O fortalecimento muscular é indispensável para aumentar o nível de força. Mas antes de começar, procure a ajuda de um profissional especializado para que o efeito seja positivo e não traga lesões. 

Então, se já pratica atividade física, não pare. Se é sedentário, comece a se mexer!

Comments

comments

Share This