Print Friendly, PDF & Email

Descubra porque o sedentarismo deve ser evitado e como ser fisicamente ativo pode mudar a sua vida

A zona de conforto é uma grande armadilha. Temos a tendência de pensar que quando não estamos agindo de forma prejudicial a nós mesmos, nada de mal estamos fazendo. Isso, porém, está muito longe de ser verdade quando estamos falando de sedentarismo.

Pessoas sedentárias adotam o repouso constante do organismo como algo comum, quando, na verdade, pessoas que estão “paradas” não percebem que se tornam suscetíveis a doenças e ao envelhecimento precoce.

É fato que o hábito de praticar atividades físicas só foi adotado muito recentemente, há cerca de três décadas.

Antigamente os benefícios de atividades como a musculação eram nebulosos e desconhecidos pela população, que por isso não encontrava motivos suficientes para mudar o seu estilo de vida e acabavam por desenvolver sérios problemas e envelhecer bem mais cedo.

“Não fazer nada” é fazer muito. É perder a oportunidade de se tornar saudável. É abrir as portas do seu organismo para doenças como osteoporose, diabetes, hipertensão, complicações do sistema circulatório e respiratório e muitas outras. Permanecer na zona de conforto físico significa deixar que o corpo enfraqueça e envelheça antes do tempo.

Nosso organismo precisa de atividade

Precisamos lembrar todos os dias que fomos feitos para nos movimentar, fazer força andar longas distâncias e deixar o sangue circular com vontade em nossas veias.

Há tantas pessoas que se vão deste mundo mais cedo simplesmente porque negligenciaram a própria saúde! Reconhecer essa terrível realidade já deveria ser motivo o suficiente para que todas as pessoas buscassem repelir um estilo de vida sedentário.

Há quem sempre encontre uma desculpa para desacreditar de fatos como este. Por isso, neste artigo vamos falar sobre um problema gravíssimo que impede que milhares de pessoas saiam do sedentarismo: a síndrome da “desculpite”.

Evite a “desculpite”!

A síndrome da “desculpite” ocorre quando buscamos meios de evitar fazer o que deve ser feito hoje. Geralmente, este horrível hábito é uma imensa barreira entre os indivíduos e uma vida muito melhor do que a que levam no presente. A desculpite nada mais é do que procurar desesperadamente argumentos “válidos” para contestar o incontestável.

Geralmente, acomete pessoas que sabem exatamente o que devem fazer e deixar de fazer, mas sempre encontram uma forma de se esquivar disso. Não ficou claro? Vamos dar alguns exemplos que você já deve ter ouvido por aí:

  • Academia hoje? Imagina! Segunda-feira eu começo e já pago por todo o mês, para compensar.
  • Quero perder peso, mas primeiro vou comer tudo aquilo que gosto para começar a dieta depois.
  • Não vou fazer caminhada hoje porque a novela está demais. Amanha começo sem falta!
  • Hoje tenho muito trabalho para fazer em casa! Vou só passar no bar para relaxar um pouco.
  • Quando abrirem uma academia aqui no bairro eu começo a me exercitar!
  • Não gosto de musculação.
  • Meu corpo não aguenta atividade física.
  • Minha avó fumou a vida toda e faleceu já bem velhinha – não faz tão mal assim.
  • Não preciso de atividade física, pois já sou magro!

Você já ouviu – ou falou – alguma dessas frases? Se a resposta é sim, saiba que tudo isso não passa de desculpas para evitar sair da zona de conforto.

Evite arranjar desculpas

Embora pareça inofensiva e bastante sensata, a desculpite pode fazer com que você perca anos de atividade no sofá de sua casa, baseando-se em argumentos inválidos para continuar sedentário colocando em risco a sua saúde.

Todas essas frases apresentadas como exemplo acima podem ser facilmente contestadas por qualquer profissional de educação física – e até mesmo por pessoas que já se exercitam há algum tempo e sabem que nenhuma se aplica a ninguém.

Primeiros passos: os menores

Deixar o sedentarismo não é algo que acontece da noite para o dia. Sempre que alguém pensa em começar uma atividade física, jamais deve mudar bruscamente sua rotina para que isso aconteça.

Os passos devem ser lentos e o corpo precisa se acostumar gradativamente. Além disso, precisamos nos acostumar pouco a pouco com a ideia de inserir os exercícios aos poucos na nossa rotina, de um modo natural a nós.

Quando já começamos mergulhando fundo em um estilo de vida no qual nos sentimos pouco à vontade, a tendência é começar com força total e parar no meio do caminho! Pagar seis meses de academia e frequentar por quinze dias é um exemplo de “ânimo” repentino que acaba custando caro e não sendo eficiente.

Portanto, comece devagar. Faça uma boa caminhada de trinta minutos e permita que o seu organismo vá entendendo devagar que você pretende sujeitá-lo a uma nova rotina. Certamente ele responderá de forma muito mais positiva.

Contando com a ajuda de um profissional

Se você realmente quer começar mas nunca praticou uma atividade e não quer arriscar fazer movimentos errados, conte com a ajuda de um preparador físico – o personal trainer. Escolha alguém que seja experiente e especializado no nicho ao qual você pertence.

Se você possui mais de 50 anos, procure um personal que trabalha com pessoas na sua faixa etária e que possuem os mesmos objetivos que você.

A importância de contrata o profissional especializado

Ele saberá reconhecer problemas comuns, preparará os melhores treinos e te trará os incentivos que você precisa para que a atividade física seja algo frequente em sua vida.

Além disso, ele saberá agir com foco no que é mais importante para você, colocando a saúde em primeiro lugar e trabalhando da forma correta o fortalecimento do seu corpo como um todo.

O dia de começar é hoje!

Tome muito cuidado com a desculpite! Diante de qualquer sintoma, afaste os pensamentos que te seguram em casa e comece a se movimentar, mesmo que seja através de pequenas mudanças no dia a dia antes de que você realmente possa se entregar a uma atividade frequente e o melhor de tudo – encontrar nela prazer e diversão!

O momento de começar é agora, porque a saúde é o que há de mais importante em nossas vidas e não há motivo para fazê-la esperar! Veja como é simples começar!

 

Comments

comments

Share This